Apoiamos

Últimos Posts

Tipos de Skunk: Uma Jornada Aromática pelas Cepas
O mundo do skunk é rico e diversificado, oferecendo aos entusiastas uma ampla gama de aromas, sabores e efeitos. As opções são infinitas, variando de...
Isqueiro maçarico: Prática e Versatilidade ao Acender
O isqueiro maçarico é uma inovação surpreendente que vem mudando o jogo para os entusiastas de atividades ao ar livre, amantes de charutos, entusiastas de...
Seda de Celulose: Fumar com Transparência e Qualidade
A cultura do fumo sempre esteve em constante evolução, com uma variedade de métodos e acessórios disponíveis para os entusiastas. Entre eles, a seda de...
Piteira de Vidro Longa, Como ela Melhora sua Experiência
O uso de piteiras de vidro longas é uma tendência crescente entre os fumantes que desejam suavizar o impacto da fumaça em suas vias respiratórias.Benefícios...
Ice-O-Lator: Dominando o Processo de Extração de Cannabis
O Ice-O-Lator é uma técnica revolucionária que extrai resina de cannabis de alta qualidade, utilizando o princípio da solidificação dos tricomas sob temperaturas frias. Este...
O Universo dos Coffeeshops em Amsterdam
Em Novidades

O Universo dos Coffeeshops em Amsterdam

Em qualquer outro lugar do mundo, se você pedir indicação para a cafeteria mais próxima, será direcionado para um local que serve deliciosas bebidas quentes. Mas, em terras holandesas, a história é bem diferente. Lá, você será guiado para um lugar muito mais intrigante - um estabelecimento onde a erva de alta qualidade e haxixe estão à venda. Bem-vindo ao fascinante mundo dos coffeeshops em Amsterdam!

Esses locais vão muito além de simples cafés, sendo espaços onde a maconha é comercializada e consumida de maneira regulamentada. A capital holandesa abriga mais de 160 desses estabelecimentos, e embora você possa certamente saborear um cappuccino em muitos deles, essa não é a principal atração! Vamos explorar a história por trás dos coffeeshops e responder à pergunta que intriga muitos turistas: por que essas lojas são chamadas de "coffeeshops"?

 

As Raízes dos Coffeeshops

No século XVII, a cannabis já era amplamente fumada na Holanda, como evidenciado por pinturas da Idade de Ouro. Entretanto, o Papa e as autoridades locais baniram o consumo, ameaçando com excomunhão e punições. Nos anos 60, com o surgimento da cultura hippie, o consumo de cannabis voltou à popularidade.

Os primeiros coffeeshops de Amsterdam emergiram nos anos 70, durante uma época de contracultura e protestos. Em 1972, o governo holandês adotou uma política de tolerância em relação à maconha, reconhecendo-a como uma realidade social que não poderia ser combatida com proibições.

 

A Origem do Nome "Coffeeshop"

A primeira cafeteria, o famoso "Mellow Yellow", surgiu em 1972. Mesmo sendo um local onde você realmente podia tomar café, rapidamente se tornou um ponto de venda secreto de haxixe e maconha. O nome "coffeeshop" pegou, mesmo com a mudança na natureza do negócio.

As autoridades tentaram impedir as vendas ilegais de cannabis, mas, diante do fracasso, optaram pela tolerância. As coffeeshops, desde que cumprissem regras rigorosas, podiam vender cannabis livremente, embora ainda tecnicamente ilegal.

 

A Legalidade da Cannabis em Amsterdam

Embora Amsterdam seja a capital dos Países Baixos, a legalidade exata da cannabis é regulamentada pelo governo holandês e pode variar. Em geral, as cafeterias têm permissão para vender quantidades limitadas de maconha e haxixe para adultos, desde que cumpram regulamentações estritas.

É crucial lembrar que, embora a venda e o consumo sejam tolerados, a produção em grande escala e o fornecimento para esses estabelecimentos ainda são ilegais. As políticas em relação ao uso por estrangeiros podem variar entre cidades e regiões.

 

Coffeeshops Icônicos de Amsterdam

Amsterdam abriga diversos coffeeshops renomados, cada um com sua história e ambiente único. Alguns dos mais famosos incluem:

The Bulldog: Uma instituição na cidade, conhecida por sua atmosfera descontraída e variedade de produtos.

Green House: Famoso por suas cepas premiadas, atrai conhecedores de maconha de todo o mundo.

Grey Area Coffeeshop: Apesar de pequeno, é altamente respeitado por sua qualidade e ambiente amigável.

Barney’s Coffeeshop: Conhecido pela atmosfera amistosa e decoração peculiar, oferece não apenas cannabis, mas também pratos deliciosos.

 

Explorar os coffeeshops em Amsterdam é mais do que uma jornada cannábica, é uma imersão na história, na cultura e na atmosfera única dessa cidade cosmopolita. Então, se você está pronto para uma experiência única, embarque nessa viagem pelos coffeeshops de Amsterdam!

Coffeeshop,coffeeshop de Amsterdam,Coffeeshops,coffeeshops de Amsterdam,coffeeshops em Amsterdam

LEIA TAMBÉM

Apoiamos

Últimos Posts

Tipos de Skunk: Uma Jornada Aromática pelas Cepas
O mundo do skunk é rico e diversificado, oferecendo aos entusiastas uma ampla gama de aromas, sabores e efeitos. As opções são infinitas, variando de...
Isqueiro maçarico: Prática e Versatilidade ao Acender
O isqueiro maçarico é uma inovação surpreendente que vem mudando o jogo para os entusiastas de atividades ao ar livre, amantes de charutos, entusiastas de...
Seda de Celulose: Fumar com Transparência e Qualidade
A cultura do fumo sempre esteve em constante evolução, com uma variedade de métodos e acessórios disponíveis para os entusiastas. Entre eles, a seda de...
Piteira de Vidro Longa, Como ela Melhora sua Experiência
O uso de piteiras de vidro longas é uma tendência crescente entre os fumantes que desejam suavizar o impacto da fumaça em suas vias respiratórias.Benefícios...
Ice-O-Lator: Dominando o Processo de Extração de Cannabis
O Ice-O-Lator é uma técnica revolucionária que extrai resina de cannabis de alta qualidade, utilizando o princípio da solidificação dos tricomas sob temperaturas frias. Este...

Recomendados

Ver todos